Notícias

Golpe da lista telefônica

12/06/2017

O Procon de Araxá, órgão responsável pela proteção e defesa do consumidor, faz um alerta aos comerciantes e autônomos para o golpe da lista telefônica. De acordo com a supervisora do órgão, Neida Reis, o golpe geralmente é aplicado pelo telefone quando as vítimas recebem ligações de falsas editoras de listas telefônicas pedindo para atualizar dados cadastrais com o intuito de renovar, sem custos, o contrato de divulgação gratuita no site ou publicação na lista telefônica.

Em seguida, os golpistas enviam um documento por e-mail pedindo para assinar, carimbar e devolver. Ocorre que o empresário ou o funcionário não observam que se trata, na verdade, de um contrato com valores definidos, em letras mínimas, o que dificulta a atenção de quem vai assinar.

Passado os sete dias em que a Lei do Direito do Consumidor dá como prazo de arrependimento, começam as ligações de cobranças e ameaças de protesto e cobrança judicial.

Ainda de acordo com Neida, o golpe já acontece há vários anos, e os empresários devem redobrar a atenção. “Todos devem estar muito atentos e orientar os funcionários para que não assinem nada sem total conhecimento do que se trata. Tenham cuidado com e-mails e telefonemas sobre esse assunto e outros que possam configurar um golpe”, alerta.

Em caso de golpe registre um boletim de Ocorrência junto à Polícia Militar, reúna o maior número possível de documentos enviados pela empresa golpista e procure o Procon para registrar sua reclamação.

O Procon orienta:

- Oriente seus funcionários a jamais repassarem dados ou qualquer outra informação via telefone ou e-mail

- Não efetue contratações por telefone ou verbalmente com quem você desconhece

- Antes de passar quaisquer dados da empresa certifique-se com quem está falando. Nunca forneçam dados pessoais ou da empresa à desconhecidos

- Não assine recibo, formulário, contrato ou qualquer espécie de documento sem ler todas as cláusulas atentamente.

- Não aceite documentos com campos em branco que permitam o preenchimento posterior

- Fique atento a cláusulas escritas com letras de tamanho menor do que das demais

- Não exponha os dados cadastrais da empresa em cartões de visitas

- Nenhum Cartório liga para a empresa informando o Protesto ou ameaçando

O Procon Araxá se coloca a disposição dos empresários para outras informações e mais orientações. Os interessados podem fazer contato através do telefone (34) 3662-2444.